quarta-feira, 23 de maio de 2012

"É preciso saber viver!"

O que é saber viver?
Ser manipulado e ficar somente com a opinião do restante? Deixar a nossa de lado e viver o modismo atual? Para mudar daqui uma semana de personalidade e de vida?
Ou viver por aí, do jeito que der. Comer o que vier, beber o que o céu mandar. Dormir onde encontrar mais papelão para se cobrir? Ficar vagando por aí, sem saber nada do dia seguinte?
Beber até cair, se for possível, todos os dias, sem lembrar do que aconteceu? Viver em baladas, conhecendo um monte de rostos novos? Viver do momento, com as pessoas que estão naquela noite dividindo um gole de trago?
Ou é simplesmente ser feliz? Sem viver com a importância dos demais, sem viver o que se espera de você. Viver cada minuto, na maior alegria, com o coração recheado de amor. É poder dormir tranquilo, do lado de quem se ama ou sozinho mesmo, mas de alma limpa, de pensamento limpo.
É viver assim, do seu jeito, da maneira que você decidir, do modo que te fizer feliz.



quinta-feira, 17 de maio de 2012

Desânimo

Ah, o desânimo.
É pior que cola, pois gruda e não há nada que faça desgrudar.
Começa a fazer parte de você, mais presente que o ar que você respira.
Traz a tristeza de carona e na mala a solidão.
Despeja sua amiga carência em cima de você, como uma balde de água fria em um dia de inverno.
Te laça com a corda da depressão e te derruba. E se não bastasse, te amarra nas grades do desespero e te deixa ali, sem ar, sem água, sem comida e sem reação.